top of page
  • Foto do escritorSilvio Ricardo FREIRE -Adv.

Habeas Corpus Concedido Em Caso De Lavagem De Dinheiro.


No caso em questão, o instrumento jurídico do Habeas Corpus (HC) foi empregado em favor de paciente, que se encontrava sob prisão preventiva devido a investigações ligadas a lavagem de dinheiro e organização criminosa. O Ministro Relator Rogério Schietti Cruz analisou o HC e decidiu pela concessão do pedido, resultando na revogação da prisão preventiva.


Prisão Preventiva: Uma Medida Excepcional

A prisão preventiva é uma medida excepcional que só pode ser decretada quando houver prova da existência do crime e indícios suficientes de autoria, além de risco à ordem pública, ordem econômica, conveniência da instrução criminal ou aplicação da lei penal.


A Suspeita e a Falta de Evidências

O Juízo de origem atribuiu ao paciente a suspeita de lavagem de dinheiro e organização criminosa baseado apenas no fato de que ele era responsável por uma empresa que aparentemente era de fachada. No entanto, não foram apresentados indícios concretos de sua participação nos crimes, como movimentação suspeita de valores ilícitos.

A decisão não apresentou evidências de que o paciente estivesse envolvido em atividades relacionadas à lavagem de dinheiro ou organização criminosa, e não foi detalhado nenhum ato específico praticado pelo paciente que caracterizasse infração penal.


Conclusão: Concessão do Habeas Corpus.

Portanto, a falta de elementos concretos que comprovassem a participação do paciente nos crimes levou à conclusão de que a prisão preventiva era ilegal. Assim, o habeas corpus foi concedido para revogar a prisão.

Em resumo, o habeas corpus foi concedido com base na falta de evidências concretas que vinculassem o paciente aos crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa. Isso resultou na revogação da prisão preventiva. Esta decisão destaca a importância do princípio da presunção de inocência e do direito à liberdade individual no sistema jurídico brasileiro.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Prisão Domiciliar Humanitária na Execução Penal.

Prisão domiciliar e debilidade de doença grave. Previsto no artigo 317 e seguintes do Código de Processo Penal, trata-se de instituto jurídico que viabiliza a pessoa investigada ou acusada ao recolhim

Comments


bottom of page